NOTÍCIAS

< VOLTAR

O movimento de disrupção do Sudoeste do Paraná

Sexta, 13 Dezembro 2019 16:58

O impacto da inovação no ecossistema nos últimos dez anos na região Sudoeste do Paraná. Esse foi o assunto apresentado no mais recente encontro das quintas do Iguassu Valley, na Acic Labs, na associação comercial em Cascavel. E quem contou os detalhes foi o gestor de Projetos de Inovação do Sebrae-PR, Elizandro Ferreira.
No ano passado, o Sebrae realizou pesquisa com 1,6 mil pessoas de Dois Vizinhos, Francisco Beltrão e Pato Branco com destaque para o faturamento das empresas e para a percepção da sociedade quanto à cultura da inovação. No setor econômico, a análise apontou que as empresas da região investiram em pesquisa, desenvolvimento e inovação. O estudo foi realizada pelo Sistema Regional de Inovação do Sudoeste do Paraná. Segundo Elizandro, houve demanda de tempo para desenvolver as pesquisas: “Investimos muito anos nesse processo. Realizamos mapeamentos na região para dar o start nas aferições e assim termos os resultados obtidos hoje”.
O Sudoeste do Paraná é marcado pelo grande desenvolvimento, principalmente na área da agricultura e o fato de os cursos técnicos na região agregar de forma ampla esse campo traz bons resultados, afirma Elizandro. O Oeste do Paraná tem uma iniciativa semelhante. É o SRI que funciona junto ao POD, Programa Oeste em Desenvolvimento. Trata-se de uma rede de atores que interagem na região para geração, difusão e utilização de tecnologias e inovação.
Os encontros do Iguassu Valley, a evolução do antigo Núcleo Setorial de Informática e Telecomunicações da Acic, acontece sempre às quintas de manhã, na Acic Labs, na associação comercial – rua Pernambuco, em frente à Câmara de Vereadores.