NOTÍCIAS

< VOLTAR

Ex-presidentes compartilham experiências de gestão

Sexta, 01 Novembro 2019 17:31

Os ex-presidentes da Acic Marcos Roberto Teixeira e Pedro Pegoraro participaram da reunião de diretoria da entidade, na manhã de quarta-feira. Eles foram convidados (outros participarão em outras ocasiões) para falar de experiências de suas gestões à frente da associação comercial. O exercício busca colher informações que possam auxiliar na elaboração do novo planejamento estratégico da Acic.
Pedro foi presidente na primeira metade da década de 1990. Ele lembra que as ações prioritárias da época eram a atração de parques industriais, incentivos a pequenas e médias empresas e a conclusão da Ferroeste. “O governador Mário Pereira merece toda nossa gratidão, porque mesmo com poucos meses de gestão fez com que a obra fosse concluída e chegou a Cascavel a bordo do trem”, lembrou Pedro.
O ex-presidente citou também a luta pelo reconhecimento de uma universidade pública e por tentativas de federalização da Unioeste e do suporte oferecido ao então Conselho da Mulher para a criação de uma feira pelas empresárias e executivas. Pedro Pegoraro pontuou como um dos grandes desafios, na tentativa de viabilizar projetos estratégicos, a falta de projetos, que é ponto de partida para qualquer mobilização.
Capitalização
Marcos Roberto Teixeira foi presidente da Acic quando ela completou seus 50 anos de atividades – foi fundada em 4 de abril de 1960. Uma programação ampla comemorou o aniversário. Ocorreu o lançamento de um livro, que retrata as cinco primeiras décadas de atividades da entidade, e também o fechamento de uma cápsula do tempo, que será aberta somente no ano de 2035. Nela estão fotografias, documentos e cartas escritas por diretores, associados e colaboradores da associação comercial.
“Na época, nossa preocupação era capitalizar ao máximo a entidade porque teríamos, dali em diante, o desafio de construir o Edifício Rui Barbosa, que em junho de 2016 se transformou na nova sede da associação comercial”. Ele citou também ações para atrair o Instituto Federal do Paraná, com especial participação do Núcleo da Região Norte, do esforço da Acic e de empresários pela pavimentação das marginais da BR-277 e das bandeiras defendidas na época, que são praticamente as mesmas de hoje.